27 de agosto de 2021

O cientista de alimentos e o alimento que a gente come

O cientista de alimentos diferencia-se de outros profissionais da área de alimentos pela abrangência de seu conhecimento sobre os sistemas agro-alimentares e relação homem-alimento-ambiente.

Esse profissional é habilitado para ser responsável pelo acompanhamento e pela coordenação do processo de produção e transformação dos alimentos, podendo atuar em todos os níveis do sistema alimentar, desde a obtenção da matéria-prima até o consumo do alimento. Além disso, sua atuação é de fundamental importância na preservação da qualidade dos alimentos, o que tem repercussão direta na prevenção da saúde da sociedade.

Outro diferencial do cientista de alimentos é sua habilidade de compreender o consumo do alimento não apenas como fonte de nutrientes ou um produto econômico, mas também como parte integrante da cultura e tradição de uma população. Estando apto a pensar na adaptação e no desenvolvimento de alimentos que atendam as necessidades do consumidor atual, que está em busca de maior praticidade, comodidade, segurança e qualidade de vida.

Sua atuação profissional se dá nas diversas áreas da pesquisa; desenvolvimento de produtos alimentícios; controle de qualidade de matérias-primas e produtos acabados, no processamento, industrialização e na conservação de produtos alimentícios; realização de análises químicas e biológicas em alimentos in natura e em alimentos processados pela indústria; e desenvolvimento de programas de educação para o consumo e a produção de alimentos.

Como alguém se torna um cientista dos alimentos ?

Essa é uma profissão nova no Brasil, o primeiro curso foi criado no ano de 2001, mas já é bem consolidada da Europa e Estados Unidos. São considerados cientistas de alimentos os egressos dos cursos de bacharelado em Ciência dos Alimentos ou Ciência e Tecnologia de Alimentos. Atualmente existem mais de 17 Instituições de Ensino Superior, todas públicas, que oferecem esses cursos, sendo todos focados no conhecimento do alimento em todos os seus aspectos físico-químicos, microbiológicos, bioquímicos e tecnológicos, incluindo nutrição, características sensoriais, marketing, logística e gestão da qualidade. Acompanha o alimento em todas as suas etapas desde o campo até a mesa do consumidor e as interações Alimento – Homem – Meio Ambiente.

Onde trabalha um cientista dos alimentos ?

– Agroindústrias ;

– Indústrias de alimentos ;

– Centros de Pesquisa ;

– Laboratórios de análises (físico-químicas, sensoriais ou microbiológicas) ;

– Educação (ensino e pesquisa) ;

– Empresas de certificação de programas de qualidade ;

– Serviços de alimentação.

 

Quando formado o profissional apresenta habilidades e competências para atuar em diversas áreas e exercer inúmeras atividades, sendo algumas delas:

  • Gerenciamento e responsabilidade técnica no âmbito da produção, controle e análise de matérias primas, insumos e alimentos;
  • Assistência, assessoria, consultoria, elaboração de orçamento, divulgação e comercialização, no âmbito do controle, produção e análise de matérias primas, insumos e alimentos;
  • Vistoria, perícia, avaliação, arbitramento e serviços técnicos; elaboração e análise de pareceres, laudos e atestados no âmbito do controle, produção e análise de matérias primas, insumos e alimentos;
  • Exercício do magistério, respeitada a legislação específica;
  • Desempenho de cargos e funções técnicas no âmbito do desenvolvimento de produtos e processos no sistema alimentar;
  • Pesquisa e desenvolvimento de métodos analíticos, processos e produtos;
  • Análise química, físico-química, bioquímica, toxicológica, microbiológica, microscópica, sensorial, padronização e controle de qualidade de matérias primas, insumos, alimentos, águas e resíduos;
  • Garantia e controle da qualidade de matérias primas, insumos, processos e alimentos industrializados;
  • Aproveitamento, controle e tratamento de resíduos de alimentos;
  • Estudo de viabilidade legal, técnica e econômica, elaboração e execução de projetos no âmbito do controle, produção e análise de matérias primas, insumos e alimentos;
  • Estudo, proposição e aplicação de legislação no âmbito de matérias primas, insumos e alimentos;
  • Integração em equipes de marketing, operações de abastecimento, logística de distribuição e comercialização.

Como se chama o cientista de alimentos pelo mundo:

– Na França, professionnel de la “science de l’alimentation ou Science et technologie de l’alimentation”
– Na Itália, professionista in “Scienze dell’Alimentazione o Scienze e Tecnologie Alimentari”
– Na Espanha,profesional en “Ciencia de los alimentos o Ciencia y tecnología de los alimentos”
– Em Portugal, especialista em “Ciência dos Alimentos ou Ciência e Tecnologia de Alimentos”;

-Nos Estados Unidos, food scientist.

 

Escrito por : Luíz Guilherme Malaquias, Embaixador Verakis Conecta e aluno do curso de Ciência de Alimentos, IFSULDEMINAS – Campus Machado.

Revisado por : Luciana Kimie Savay da Silva, cientista de alimentos e docente no curso de Ciência e Tecnologia de Alimentos da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), campus Cuiabá-MT.

 

Fontes :

  • PL n.3429/2020 – Projeto de Lei para Regulamentação da profissão Cientista de Alimentos.
  • Proposta de Diretrizes Curriculares aos Cursos de Ciências dos Alimentos e Ciência e Tecnologia de Alimentos, construída durante o IV FOCAL – Fórum de Discussão Acadêmica e Atuação Profissional em Ciências dos Alimentos e encaminhada ao MEC (em análise).

Imagem: koya979