28 de setembro de 2020

Ferramenta ANSES de priorização riscos de contaminação de alimentos

A ANSES(Agência Nacional de Segurança Sanitária da Alimentação, do Meio Ambiente e do Trabalho – França) criou uma ferramenta para auxiliar na tomada de decisões de ações preventivas em termos de segurança dos alimentos.

A ferramenta ajuda na priorização dos perigos químicos e biológicos de contaminação de alimentos, priorizando as situações de risco (pares alimentos-perigo de maior risco).

Esta metodologia de priorização de multirriscos e multiamentos alimentares, procede passo a passo, me 3 etapas:

  1. Identificação e seleção de 35 perigos biológicos (21 bactérias, toxinas ou metabólitos; 10 parasitas, 4 vírus e agentes transmissíveis não convencionais), 11 famílias de contaminantes químicos (poluentes orgânicos persistentes, resíduos de pesticidas, etc.) e vários milhares de pares de perigo alimentar considerados relevantes.
  2. Definição dos critérios de priorização com base na probabilidade de ocorrência do perigo (número de novos casos de doença por ano, estimativa do número de casos associados ao consumo do alimento, etc.) e a gravidade dos efeitos adversos associados (mortalidade, morbidade, efeitos cancerígenos, neurotóxicos, etc.). A importância relativa atribuída a cada um dos critérios deve ser definida pelo gestor de risco de acordo com os seus objetivos de gestão / ação.
  3. Coleta dos dados disponíveis, informações e agregação dos critérios na ferramenta.

A ANSES agora recomenda implantar a metodologia desenvolvida para todos os perigos identificados e pares de perigo alimentar.

 

Metodologia:https://www.anses.fr/fr/system/files/BIORISK2016SA0153Ra.pdf

Foto: Capa da publicação da ferramenta ANSES.